quarta-feira, 11 de Março de 2009

Prostituição Política no Partido MDM em Moçambique

Prostituição política aconteceu no Zimbabwe quando o Ex-Ministro das Finanças Sima Makoni deixou o Partido ZANU para se candidatar a Presidente. Na altura Makoni explicou a sua decisão pelo facto de querer "salvar o país duma ruína mais avançada causada por Mugabe cuja liderança é um fracasso". Na ocasião Mugabe disse claramente que Makoni não tinha nenhuma possibilidade de ganhar e acusou-o de traição dizendo: "O que aconteceu é absolutamente vergonhoso. Não pensava que Makoni, após tudo o que ocorreu, podia comportar-se de natureza e de maneira tão ingênua igualmente".

Hoje em Moçambique temos uns quadros séniores da Renamo que caminham pelo mesmo trilho de Simba Makoni. Abandonaram a Renamo para se juntarem ao Novo Partido, e pior, tentaram fazer um jogo duplo aparecendo na criação do novo Partido como convidados individuais. tentam fazer o jogo de manobra em ano eleitoral e em fim de mandato. Se a Renamo os trata bem ficam por lá, se os expulsa, já têm onde buscar o BREAD que muitos ainda negam assumir.

A Renamo, como É UM PARTIDO reuniu-se e decidiu suspender alguns mafiosos dos seus cargos na Bancada e na Assembleia da República. Os Sanguessugas deixaram de deter o poder na Bancada da Renamo e perderam o controle de tudo, agora podem fazer das suas avontade, desde que não lixem a perdiz.

A FRELIMO está a organizar-se, vai realizar uma conferência de Quadros em Abril, e todo um processo que vai culminar com as eleições e não dá espaço para os prostitutos políticos. Nós não queremos lixo e poeira na FRELIMO, pretendemos sangue novo e limpo.

Um partido cuja génese é a prostituição política, e emoções eleitoralistas dificilmente tem uma linha ideológica clara. A Demasiada concentração de ex-renamistas no MDM é outro sinal que é um Partido de Frustrados e não um Partido de gente apartidária que decidiu criar uma nova formação política no País.

Um Partido sem um ideal claro é um FIASCO. LEIAM ESTE ARTIGO COMPLEMETAR

Xana
Beira

PS1. Além da prostituição Política há claros sinais de PLÁGIO nos estatutos do MDM. Pelo que podemos analisar a composição dos órgãos no MDM é um copy-paste da composição da Renamo.
O que está a acontecer em Moçambique é que a Renamo está a dividir-se em duas partes: os fieis a Dhlakama e os insatisfeitos com Dhlakama. Os insatisfeitos estão a todo o custo a tentar manip+ular a opinião pública fazendo transparecer a existência de um Partido inovador, mas na verdade trata-se da divisão de um partido desorganizado em duas partes.

8 comentários:

Nelson disse...

Caro beirense)voz da Revolucao),continuarei achando muita confusao nos discursos que tenho estado a ler. O teu por exemplo nao consigo entender se estas pura e simplesmente a analisar as circunstancias a volta do MDM ou havendo essa analise vem misturada com uma boa dose de "pragas" rogadas para que o MDM seja um fiasco. Sinto tambem que a sua legitima simpatia pela Frelimo, e aversao pela Renamo, vem ao de cima na hora de analisar as coisas.

Anónimo disse...

Moçambique é um país de uma menoria que vive bem e tem todos direitos,é preciso acreditarmos todos nós que o país nao tem dono.Ha quanto tempo estamos independente?o que é que se fez?é lamentavel o chefe de estado é o homem mas rico, num dos países mas pobres de Àfrica .é preciso acreditar nas mudanças e cabe a todo cidadão Moçambicano, mudar este cenário . parabems Daviz Simango força , conta com meu vot ja antecipado,es a chave da democracia

Anónimo disse...

Moçambique é um país de uma menoria que vive bem e tem todos direitos,é preciso acreditarmos todos nós que o país nao tem dono.Ha quanto tempo estamos independente?o que é que se fez?é lamentavel o chefe de estado é o homem mas rico, num dos países mas pobres de Àfrica .é preciso acreditar nas mudanças e cabe a todo cidadão Moçambicano, mudar este cenário . parabems Daviz Simango força , conta com meu vot ja antecipado,es a chave da democracia

Nelson disse...

Achei muita incoerencia nesse post.

Voz da Revolucao disse...

Quem disse que a blogosfera é apenas para a oposição ? Nós Voz da Revolução nunca dissemos que não eramos pró-Frelimo, nem nunca nos fizemos passar por pseudo-intelectuais ou pseudo-analistas políticos para formularmos opiniões.

Tal como o Nelson, um ex-Renamista inconformado, actualmente emigrante no MDM, defende o seu Movimento, nós temos a nossa maneira de pensar, que é diferente de V.Excias.

Atér agora NINGUEM CONSEGUE DIZER QUAL É A CAUSA DO MDM, QUAL É O OBJECTIVO DO MDM.

JOSÉ disse...

Já há algum tempo que não lia tamanho chorrilho de disparates.
A paixão partidária não nos deve retirar coerencia se queremos atingir o nosso ideal de um Moçambique livre, democrático e justo.
Xana não é coerente e não partilha desses nobres ideais!

Cocoricó!

Moçambique para todos!

Nelson disse...

"Tal como o Nelson, um ex-Renamista inconformado, actualmente emigrante no MDM, defende o seu Movimento, nós temos a nossa maneira de pensar, que é diferente de V.Excias"

Camarada Voz da Revolucao! Desnecessariamente estas me atacando de forma tao violenta pessoal. Se eu fosse "ex-Renamista inconformado, actualmente emigrante no MDM" nao teria medo nem vergonha de afirma-lo porque nao vendo a minha consciencia por nada. Assisti a Assembleia Constitutiva do MDM a convite do Autor do Blog Reflectindo sobre Mocambique e nao escondi isso para ninguem. No que tenho postado ate agora procuro separar analises e desejo. Achamos que o MDM sera um fracasso ou queremos que o MDM seja um fracasso? Achamos que o MDM sera um sucesso ou desejamos que seja um sucesso?

Ser membro da Frelimo Renamo ou MDM e pensar diferente, 'e um direito constitucional que qualquer mocambicano tem e deve gozar. Oque eu nao acho correcto 'e essa mania arogante de tratarmos os nossos adversarios com despreso.
Em momento nenhum defendi o MDM de forma "delirante" como o camarada faz, lancando improperios para seja la que for.

Que o MDM seja oque for. Como ja disse em algum comentario. O facto de alguns desejarem ardentemente que o MDM seja um fracasso, nao determinara o curso da historia, tal como o desejo de alguns que o MDM seja sucesso nao determinara o resultado final. O que o MDM tem a fazer 'e trabalhar e com adversarios insultuosos como temos estado a assistir tenho certeza que sobra muito trabalho para o MDM. Vamos la parar com "vaticinacoes". O camarada Voz da revolucao vaticinou errado no caso das eleicoes autarquicas da Beira quando de pes juntos jurou que a victoria do candidato da Frelimo era um dado adiquirio. Por essa e outras razoes nao vou apostar com a sua "previsao".

Matik de Morais disse...

Temos que respeitar as posições contrarias. Um pais desenvolve cm uma uma oposiçao forte e cnstrutiva. Viva Moçambique!